Empresa de Segurança Eletrônica e Portaria Virtual

Atendimento : Seg.-Sex. (8:00 - 18:00)

Campinas Campinas!(19) 3237-4612
São Paulo São Paulo!(11) 3791-6137
Taubaté!(12) 3426-7804
Atibaia!(11) 2427-2470
WhatsApp (19) 98297-6030

Segurança Condominial e Seus 4 Principais Erros : Como Resolvê-los?

Segurança Condominial e Seus 4 Principais Erros : Como Resolvê-los? 16 set

A responsabilidade pela proteção dos condôminos e seus patrimônios é de todos que convivem no mesmo condomínio!

Pode parecer uma surpresa para você, mas para que a segurança seja bem feita e efetiva, todos têm que fazer a sua parte. Desde a equipe de limpeza até o síndico!

Então, síndico, moradores e empresas terceirizadas devem fazer contribuir para a segurança do condomínio.

Levando em consideração todos que participam desse congregação, é extremamente importante conhecer a responsabilidade de cada um na segurança condominial. 

Você se sente seguro no seu Condomínio?

4 Principais Erros Dentro da Segurança Condominial

Por muito tempo, viver em um condomínio de apartamentos ou casas era o grande diferencial quando o assunto é segurança.

Porém, nos dias de hoje, os casos de intrusão e  assaltos estão cada vez mais comuns dentro desses empreendimentos. 

Para lidar com essa situação, a solução é potencializar o cuidado dentro da rotina uma vez que as medidas de segurança não devem ficar apenas na responsabilidade do porteiro.

 

Principais Erros Dentro da Segurança Condominial

1. Deixar a Portaria Aberta

Isso mesmo!  Deixar a portaria aberta. E, em alguns condomínios, nem porta tem ou  deixam o portão aberto em horários de pico, com grande fluxo. Olha o perigo e irresponsabilidade. Qualquer um pode entrar facilmente.

 

2. Falta de planejamento e investimento na estrutura

A estrutura de segurança perfeita em um condomínio abrange 4 partes básicas e fundamentais: portões, guarita, cercas e muros. Tudo isso integrado com monitoramento 24h, por meio de câmeras de segurança. 

A guarita tem um papel imprescindível! É muito comum observar problemas nas guaritas de prédios antigos, nos quais não foram projetados visando a segurança  do local.

Em alguns condomínios os muros são baixos e a guarita quase não tem vista para a parte externa do condomínio, para a rua.

Alguns tipos de garagem também podem facilitar a entrada de estranhos e também podem ter outras vulnerabilidades por causa da estrutura.

E isso não acontece apenas em condomínios antigos, onde os  problemas podem aparecer pela falta de perícia ou mesmo negligência.

 

3. Falta de qualificação e orientação para o porteiro

É nesse setor que acontecem as maiores falhas. Mas por que isso acontece?

É muito simples…. A falta de regras típicas para a portaria pode comprometer a segurança de todos os moradores daquele condomínio.

Além das regras, é preciso também que o porteiro receba treinamento para ocupar a posição de porteiro, o que é muito importante dentro de um condomínio, e Isso é responsabilidade do síndico.

4. Não investir em Segurança Eletrônica

Falar sobre segurança eletrônica, infelizmente, é falar sobre mais gastos nas reuniões dos condomínios.

Nem é preciso ser muito esperto para dizer que isso não é um gasto, segurança eletrônica é um investimento inteligente na segurança de qualquer condomínio, antigo ou novo.

A Segurança Eletrônica Condominial é cada vez mais necessário para ajudar a proteger todos os envolvidos. Quando mais moderno o sistema se segurança no condomínio, melhor para todos.

Não é necessário dizer que a tecnologia tem avançado muito na área de segurança eletrônica, permitindo até que o número de funcionários seja menor e os custos mais baixos se implementado uma portaria virtual, por exemplo.

Mas esse é só mais um serviço que os síndicos e administradores podem utilizar para proteger o condomínios e a todos que vivem e convivem naquele ambiente,

 

Qual é o papel do Síndico na Segurança Condominial?

O papel do síndico administrar de forma geral e tomar decisões durante as assembleias. 

Na questão segurança condominial, cabe a ele cuidar e proteger os moradores e os bens do condomínio, visando preservar o patrimônio de todos.

inicialmente, o síndico deve proporcionar proteções básicas, como alertar moradores e funcionários que obedecer as regras do condomínio é de grande importância para o convívio e para a segurança de todos.

Mais que isso, é indispensável  a contratação de empresas terceirizadas escolhidas pela sua capacitação dos profissionais e da tecnologia aplicada, não só visando custos.
Afinal de contas, nada que seja relacionado a segurança deve ser visto como ”mais gastos” ou ”desnecessária.” 

Investir na segurança é a melhor coisa que um síndico pode fazer pelo condomínio, antes de mais nada. Segurança em Primeiro Lugar!

Faça aqui Um Orçamento ou Agende

uma Avaliação de Segurança Grátis

Resumo:

Então, o melhor a se fazer é: Manter sempre a portaria fechada, Investir em equipamentos de segurança eletrônica, qualificar e treinar os funcionário, e Investir em uma boa infraestrutura no condomínio.

Conheça agora os serviços e equipamentos que todo condomínio deve ter, clique em cima de cada um para saber mais:

 

 

Dúvidas? Entre em contato Clicando Aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WhatsApp chat